sexta-feira, 18 de maio de 2007

A ordem do universo

Os cosmólogos descobriram que forças fundamentais do universo estão intricadamente equilibradas, como se estivessem no fio de uma faca. Por exemplo, consideremos a força da gravidade. Se fosse um pouco mais forte, todas as estrelas seriam anãs vermelhas, muito frias para sustentar a vida. Mas se fosse mais fraca, todas as estrelas seriam gigantes azuis, queimando em muito pouco tempo para que a vida se desenvolvesse.
Os cosmólogos falam de "coincidências cósmicas", querendo dizer que as forças fundamentais do universo têm por "coincidência" o valor numérico exato necessário para tornar a vida possivel.
Como estes valores numéricos não se mostraram nem muito alto nem muito baixo, mas exatamente os certos?
O que torna a questão tão intrigante é que não há causa física que explique por que estes valores estão tão bem afinados para sustentar a vida." Nada em toda física explica por que seus princípios fundamentais deveriam se amoldar com tanta precisão às exigências da vida," diz o astrônomo George Greenstein. E considerando que não há causa física conhecida, parece suspeitosamente que são produto da intenção, como se alguém os tivesse projetado desse modo."
( PEARCEY, Nancy. Verdade Absoluta. Rio de Janeiro: CPAD,2006,p.212)














Nenhum comentário: