quarta-feira, 8 de agosto de 2007

ELETRODINÂMICA

ELETRODINÂMICA - Cargas Elétricas em Movimento .



CONTEXTUALIZAÇÃO.



É possível imaginar o mundo moderno sem eletricidade? Residências, comércios, indústrias, escolas, hospitais, praticamente em todo local necessitamos de energia elétrica. Quando, por algum motivo, não há toda a energia elétrica que desejamos para atender o que julgamos necessário e temos que economizar para evitar o temível "apagão", e em toda uma região fica sem energia elétrica, a reclamação é generalizada. Ninguém consegue viver confortavelmente sem eletricidade.

Como se obtém a energia elétrica? Como ela consegue fluir através dos fios condutores?

Para entender estas e outras questões ligadas à eletricidade é indispensável o conhecimento íntimo da matéria, hoje estabelecido formalmente por meio do modelo atômico. A matéria é formada de átomos, os quais são, por sua vez, constituídos de partículas como prótons, nêutrons e elétrons, entre outras. Algumas dessas partículas possuem a denominada CARGA ELÉTRICA, que, ao se movimentar de forma mais ou menos ordenada através de condutores como metais, origina a corrente elétrica que transporta a energia elétrica.

Para provocar esse movimento de cargas há necessidade dos geradores de eletricidade, os quais conseguem, como será visto adiante, transformar as mais diferentes formas de energia em energia elétrica. Isso ocorre, por exemplo, nas pilhas, baterias, usinas hidroelétricas, termoelétricas ( inclusive nucleares ), etc.

No próprio caminho da corrente elétrica encontra-se uma certa resistência elétrica e se obtém calor, muitas vezes indesejável, mas em outras muito útil, como nos chuveiros, ferros e outros aparelhos elétricos de aquecimento.

Também podemos, a partir da eletricidade, obter outra formas de energia, como a energia macânica, que obtemos nos motores elétricos dos liquidificadores, dos ventiladores, das furadeiras, dos tornos mecânicos e de outra infinidade de aparelhos.


Fonte: Apostila de Física - Ivan G. dos Anjos - 2006




Nenhum comentário: