segunda-feira, 14 de junho de 2010

KAKA E A CHUTEIRA


Amanhã é dia de jogo do Brasil pela Copa do Mundo de Futebol.
Pela orientação da entidade que comanda o torneio - FIFA - não se pode usar referências a religião nenhuma. Seja em camisas, calções, meias ou chuteiras, nem mesmo fazer gestos referenciais a qualquer crença.
O nosso craque KAKA, atleta de Cristo, personalisou sua chuteira, e, nela colocou o nome de Jesus. Não pode. Tira o nome de Jesus e rende-se ao homem, ou mantém o nome Jesus e arca com as consequencias, advindas, também do homem.
Se tirar o nome, rende-se a Baal e vai ter que prestar contas ao seu Deus.
Esse é um dilema, que alguns podem dizer: Ele tem que tirar o nome porque é uma determinação do comando dos organizadores da competição. E daí?
Quando o anti Cristo estiver comandando o mundo todos terão que usar o número da besta.
Somente os que estiverem convictos de sua fé é que não obedecerão às determinações dos líderes da época, e, consequentemente arcarão com sanções que serão aplicadas naquele dia.
E KAKA? Obedece ao comando dos organizadores da copa, e nega sua fé, ou não retira o nome de Jesus da chuteira, e mostra para o mundo que ele é realmente fiel a Deus, e arca com as penalidades que serão aplicadas pelos Baals da Fifa?
Amanhã, dia 15 de junho de 2010, será o dia em que saberemos se o nosso KAKA é mesmo CRISTÃO ou se está somente enfeitando a sua chuteira com a marca mais famosa do mundo; JESUS CRISTO!

Nenhum comentário: