segunda-feira, 24 de junho de 2013

Esclerose Múltipla.

Destaque
 
Descoberta de israelenses
ajuda no tratamento
de esclerose múltipla
Pesquisadores da Universidade de Tel Aviv encontraram conexão entre habilidades cognitivas e a massa branca no cérebro, o que pode melhorar o tratamento de esclerose múltipla, paralisia cerebral e algumas doenças psiquiátricas. A descoberta pode ajudar a corresponder terapias com as áreas afetadas do cérebro. A massa branca, que liga as várias áreas do cérebro, é constituída por componentes que transmitem sinais elétricos entre as células nervosas. Os pesquisadores da Universidade de Tel Aviv mostraram que existe uma conexão entre os vários tipos de habilidades cognitivas e o grau de densidade de fibras na massa branca.
“Ao contrário de ressonância magnética funcional, que escaneia o cérebro enquanto o indivíduo é solicitado a executar uma tarefa, o novo método nos permite mapear a massa branca do cérebro e ver as suas várias características de acordo com as habilidades cognitivas do sujeito”, explicou Efrat Sasson, que dirigiu o estudo sob a orientação do professor Yaniv Assaf da Escola Sagol de Neurociências da Universidade de Tel Aviv. O estudo será apresentado com outro trabalho no campo durante a anual "Conferência Internacional de Biotecnologia" (Biomed), que acontecerá em Tel Aviv.
Fonte: Revista Shalom

Nenhum comentário: