domingo, 27 de maio de 2007

">
Semana para ver planetas Ronaldo Rogério de Freitas Mourão [27/05/2007]

Vênus: o mais notável.
A próxima semana será especialmente interessante para os observadores do céu, pois quatro dos cinco planetas vistos a olho nu serão visíveis no início da noite durante cerca de 45 minutos depois do pôr- do-sol.
Vênus será o mais notável. Ele será suficientemente brilhante no céu azul logo após o pôr-do-sol, do lado do poente. Ainda que o seu maior afastamento do Sol irá ocorrer no dia 9 de junho, Vênus alcançará a sua máxima aparição vespertina desse mês durante o ano de 2007.
Vênus brilha com uma magnitude de -4,2 (cerca de treze vezes mais brilhante de Sírius, a estrela mais brilhante do céu), estará mais aproximadamente 40º acima do horizonte oeste do pôr-do-sol.
Vênus é a irmã da Terra em seu tamanho envolto por uma tensa nuvem de dióxido de carbono que aumenta o seu brilho em virtude do seu alto poder de reflexão (cerca de 76%), Júpiter, por seu lado, é um planeta completamente diferente - gigantesco envolto por uma camada de metano, amônia e gelo.
Próximo ao horizonte, no poente, o planeta Mercúrio estará na sua maior elongação, a 23º a leste do Sol.
Do lado oposto, ou melhor do lado do nascente, o planeta Júpiter brilha com uma magnitude de -2,6 (cerca de 1/4 do brilho de Vênus). Ele não estará muito longe de Antares, a estrela vermelha de primeira magnitude que constitui o coração da constelação do Escorpião que será ocultada pela Lua Azul - a segunda lua cheia do mês -no dia 31 de maio, às 19 horas e 30 minutos.
Entre Vênus e Júpiter estará Saturno com os seus anéis. Visível a olho nu, Saturno aparece como uma estrela moderadamente brilhante de cor branco-amarelada situada muito próxima no limite das constelações zodiacais do Leão e do Câncer.

Nenhum comentário: