sábado, 28 de julho de 2007

ESSE TIME É BOM!























CONQUISTA DOS CAMPEÕES, CONTRA A FOME E A MISÉRIA DO POVO BRASILEIRO. PARABÉNS AOS NOSSO HERÓIS.




















sexta-feira, 27 de julho de 2007

Telefone Moderno

NÃO É SURPRESA VER ISRAEL DISPARAR EM TECNOLOGIA!
Israel cria ligaçãotelefônica via e-mail
Pedir para que uma pessoa ligue para seu e-mail parece ser um convite sem sentido, mas é o que a empresa israelense Yoomba está viabilizando aos internautas. Por meio de um serviço on-line, qualquer pessoa com um e-mail poderá usar mensagens instantâneas e telefonia via web. O processo de ligação via Internet é tão simples quanto o envio de e-mails, sem necessidade de registrar nem de lembrar números de telefone. Basta um clique em um convite enviado pelo amigo na forma de link e será possível conversar gratuitamente.A base do serviço é uma tecnologia P2P que transforma cada máquina individual em uma colaboradora, gerando uma rede telefônica. Os usuários precisam apenas do computador e de um aparelho de telefone. As ligações entre computadores funcionam pelo compartilhamento de banda disponível entre os usuários, de forma semelhante à que já acontece em serviços como o Skype. De acordo com Elad Hemar, presidente-executivo da Yoomba, "até o momento, diversos serviços de mensagens instantâneas eram sistemas fechados. Nós permitimos que o usuário converse com todos os seus contatos de e-mail, reunindo-os em um só lugar".O software da Yoomba permite que os usuários liguem para qualquer pessoa que disponha de um endereço de e-mail que funcione com Outlook, Outlook Express, Microsoft Hotmail, Yahoo Mail ou Google Gmail. "Essa é a nova internet. Não é mais a internet separada e dividida dos portais. Tomamos a única rede universal - a do e-mail - e criamos nosso serviço com base nela. Se você tiver meu e-mail, pode me ligar. Pode ligar até para quem não faça parte do sistema Yoomba”. A empresa tem 20 funcionários e foi criada em Hertzlia (Israel), mas agora está sediada em Menlo Park (Califórnia-EUA), no escritório de um dos seus investidores.

terça-feira, 24 de julho de 2007

FAZENDA DE RENAN DANÇA




Sem-terra ocupam fazenda de Renan Calheiros
Maceió (AL) - Trabalhadores rurais sem-terra ocuparam, no meio da tarde desta terça-feira, a Fazenda Boa Vista, pertencente ao deputado federal Olavo Calheiros (PMDB-AL) e ao seu irmão, o presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL). Quatrocentas famílias da Comissão Pastoral da Terra (CPT), Movimento Terra, Trabalho e Liberdade e Movimento de Libertação dos Sem-Terra (MLST) dizem que só desocupam a fazenda quando ela for devolvida aos trabalhadores.
"Essa fazenda é do povo", disse o coordenador da CPT alagoana, Carlos Lima. Na quarta-feira, os trabalhadores farão um ato com distribuição de panfletos na cidade de Murici, terra natal do presidente do Senado e celeiro eleitoral dos Calheiros em Alagoas.
Eles vão se concentrar também em frente à fábrica da Schincariol, citada nas investigações contra Calheiros por suposto favorecimento do senador em transações comerciais. "Não queremos sair. Queremos, sim, a fazenda que pertence ao povo", afirmou.
As informações são de Odilon Rios, do Terra

segunda-feira, 16 de julho de 2007

VALE A PENA PESQUISAR

MARY SCHULTZE - artigos e livros
www.cpr.org.br/Mary.htm
http://br.groups.yahoo.com/group/artigosMarySchultze/

NOVIDADES EM 07 DE JULHO DE 2007
MARY HOJE VAI PINTAR OS SETES... (pdf)
Profecias de ontem e de hoje

ANTERIORES
DIVERSOS - 2002 - 2003 - 2004 - 2005 - 2006 - 2007

PARA VER OUTROS ARQUIVOS:
1 - DAVE HUNT - The Berean Call (A Chamada Bereana)
2 - Apostilas e livros


Livro: Por Amor aos Católicos Romanos - clique para ler
Traduzido pela nossa irmã Mary Schultze a fim de alcançar suas irmãs (uma era freira). Divulgado pelo CPR em 1997 por ocasião da visita de JP2, então líder católico mundial, ao Rio de Janeiro. Quem não se lembra do encontro de vários pastores com o arcebispo do Rio para dar-lhe apoio? Chegaram até a rezar o Padre-Nosso juntos!!... Um desses pastores anunciou pelos jornais que quem distribuísse folhetos naqueles dias seria preso, isto porque os jornais estampavam o nome de Paulo Pimentel, presidente do CPR. Aguarde mais detalhes daquela ocasião.
LEIA O LIVRO E AJUDE A EVANGELIZAR OS CATÓLICOS DO BRASIL
Para adquirir o livro acima mande um email para chickbrasil@hotmail.com
Visite: http://www.baptistlink.com/creationists/antibiblicos.htm

domingo, 15 de julho de 2007

AS VACAS DE RENAN E RORIZ




Os bois de Renan, a bezerra de Roriz e a informação contábilMaurício Fernando Cunha Smytink [15/07/2007]
Mais de 120 mil brasileiros possuem patrimônio acima de R$ 1 milhão líquidos, segundo pesquisa da Merrill Lynch e Cap Gemini. Embora pouco significativo para um universo de cerca de 180 milhões, o dado revela que os milionários do país estão aumentando em ritmo surpreendente - 10% entre 2005 e 2006 -, taxa bem superior à da economia e incomparavelmente mais expressiva do que a do crescimento da renda da maioria da população.
Ciência que se ocupa justamente desse cobiçado objeto, a contabilidade pode mostrar com clareza a trajetória desses patrimônios, presumivelmente favorecida pelo bom desempenho da economia mundial e, internamente, pela estabilidade relativa da nossa economia, a despeito de um ambiente de negócios implacavelmente adverso e de uma carga tributária que saltou de 29% em 1977 para quase 40% hoje.
Claro que as demonstrações contábeis de um patrimônio só podem ser exibidas a partir de fatos e documentos concretos e verdadeiros. Nem saberes esotéricos esclareceriam como alguns abençoados puderam, em tão pouco tempo, ascender à condição de magnatas.
À parte os miraculosos enriquecimentos lícitos e ilícitos, os escândalos políticos despontam como nota explicativa de algumas evoluções financeiras extraordinárias. As investigações desses casos vão dar sempre em inconsistências e lacunas. As contas do senador Renan Calheiros são um exemplo de descaso e afronta à informação contábil: números que não fecham, notas frias, indicações de rendimento incompatíveis com as atividades... Afirma o senador que lucrou R$ 1,9 milhão, nos últimos quatro anos, com a venda de gado - o que analistas de mercado dizem ser impossível, de acordo com as condições do pecuarista.
Recai então sobre o senador a suspeita de que vinha tirando leite das suas posições de poder, em particular de relações com a empreiteira Mendes Júnior, acusada de pagar suas contas pessoais em troca da aprovação de emendas orçamentárias. Somente pelas obras do Porto de Maceió a empresa recebeu mais de R$ 13 milhões. Segundo sua Declaração de Renda, Renan Calheiros tem um patrimônio que chega ao montante de R$ 1,7 milhão, o que avaliações de mercado elevam para R$ 10 milhões.
Outro caso contabilmente obscuro é o do ex-senador Joaquim Roriz, que afirma ter pedido emprestado a um empresário R$ 2,2 milhões e, deste valor, destinado R$ 300 mil para a compra de uma bezerra. Mesmo que fosse muito gado, dizem que não foi para a aquisição de bois mas de dois juízes que o teriam livrado da cassação.
Enfim, não são poucos os brasileiros que enriqueceram, nos últimos tempos, tendo como atividade principal a política. Talvez o próprio presidente Lula possa ser incluído nessa lista. Não haveria mal nenhum, não fossem, em certos casos, os indícios de obtenção de vantagens, aceitação de presentinhos de amigos ou empresas, negociatas, favorecimentos, fraudes, insulto à ética e à contabilidade, como têm revelado as auditorias em torno das CPIs dos Correios, do Mensalão, dos Sanguessugas, entre outras.
Maurício Fernando Cunha Smijtink é contador, empresário da contabilidade e presidente do CRCPR; e-mail: mauricio@crcpr.org.br

sexta-feira, 13 de julho de 2007

LULA É VAIADO NO MARACANÃ


Lula é escalado, mas não abre os Jogos Panamericanos
Rio - Após o discurso do Presidente do Comitê Executivo da Organização Desportiva Panamericana (ODEPA), Mário Vásques, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deveria inaugurar os XV Jogos Panemricanos. Mas não foi o que aconteceu.
Vásques saudou os presidentes dos Comitês dos 42 países participantes. Agradeceu as delegações de terem vindo ao Brasil e pediu que vençam os melhores. Mas na hora de chamar Lula para abrir o evento, uma falha.
"Tenho honra de convidar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva a que nos honre fazendo a declaração inaugural do nosso XV Jogos Panamericanos". Mas na verdade Carlos Arthur Nuzmann foi quem deu a palavra que abriu os Jogos. Não se sabe se houve algum problema técnico, mas o presidente não fez a declaração.
Durante o discurso do presidente do Comitê Olímpico Brasileiro Carlos Arthur Nuzmann, Lula foi vaiado pela quinta vez, e o governador Sérgio Cabral também recebeu vaias. Apenas o prefeito Cesar Maia foi aplaudido.

HAMAS É DEMAIS


Soldados seqüestrados,seres humanos encarcerados,famílias desesperadas
Tzipora Rimon, embaixadora de Israel no Brasil
Cada vez que um carro pára do lado de fora de sua casa, ela corre até a porta, sempre na esperança de que, um dia, o exército traga seu filho de volta. Ela espera que os mesmos veículos militares que levaram a notícia do seqüestro de seu filho, terminem com seu pesadelo. Dia após dia, suas esperanças recebem um novo golpe.Aviva Shalit espera pelo retorno de seu filho Gilad, de 20 anos, soldado das Forças de Defesa de Israel, seqüestrado pelo Hamas, no território israelense. Já se passou um ano e durante esse longo período, ela recebeu apenas uma carta e uma fita de áudio de Gilad. Sua ansiedade continua a crescer à medida que a tomada da Faixa de Gaza pelo Hamas segue sem solução. As famílias de Eldad Regev e Ehud Goldwasser, seqüestrados pelo Hezbolá, têm motivos para ter inveja dos pais de Shalit, pois estes pelo menos, sabem que o filho está vivo. Sem a mesma sorte, os Regev e os Goldwasser ainda não receberam nenhuma notícia de seus filhos. Essa agonia perdura há um ano.
"Trata-se de seres humanos reais;soldados sim, mas pessoas com famílias,esperanças e sonhos"
Estes não são apenas casos de crueldade deliberada, são violações da lei internacional. O Hezbolá tem violado claramente a Resolução 1701 do Conselho de Segurança das Nações Unidas (em 11 de agosto de 2006), que pede a "libertação incondicional dos soldados israelenses seqüestrados". Reivindicação reiterada em uma declaração do presidente do Conselho de Segurança, em 17 de abril de 2007, que observou "com profundo pesar" o fato de não ter havido progresso no caso.O secretário-geral também mencionou o seqüestro, no dia 14 de março de 2007, em um relatório ao Conselho. Ele afirmou que "o Hezbolá rejeitou publicamente a libertação imediata e incondicional dos dois soldados israelenses, insistindo ao invés disso, pela libertação de palestinos presos em Israel. Havia também, demandas proibitivas em relação à prova de que os dois soldados israelenses estivessem vivos".Com base nisso, instou os líderes do Hezbolá "a evitar demandas desproporcionais e prolongar a barganha que não pode ser considerada adequada em face da urgência humanitária dos casos e da mensagem clara da resolução 1701 (2006)". A ONU reivindica a libertação dos soldados. No entanto, a comunidade internacional pode fazer mais. É tempo de exercer pressão sobre o Irã e a Síria - nações estas que apadrinham o Hezbolá e o Hamas. Estes dois regimes podem ter as chaves das celas de Shalit, Regev e Goldwasser. Enquanto a disputa internacional continua, esquecemos de um fato vital: trata-se de seres humanos reais; soldados sim, mas pessoas com famílias, esperanças e sonhos.
Gilad Shalit tinha 19 anos quando foi seqüestrado, em 25 de junho de 2006. Filho de Aviva e Noam Shalit, ele nasceu em uma pequena comunidade muito unida na Galiléia, onde todos sentem sua falta. É descrito como uma pessoa educada e quieta.Eldad Regev, de 26 anos, tinha completado seus exames para cursar Direito na Universidade Bar Ilan, quando foi chamado para o exército. Foi seqüestrado em 12 de julho de 2006. Três dias antes, recebeu licença para participar de um ato religioso em memória de sua mãe já falecida. É filho de Zvi e Tova Regev (in memoriam), e irmão de Benny, Ofer e Eyal.Ehud Goldwasser, de 31 anos, era recém-casado com Karnit. Foi seqüestrado junto a Eldad Regev. Estudou engenharia do meio-ambiente na Universidade Technion, em Haifa. É considerado gentil e amável. Ele é filho de Miki e Shlomo Goldwasser e o irmão mais velho de Yair e Gadi.Com a ajuda da comunidade internacional, talvez da próxima vez que a campainha tocar nas casas de Shalit, Regev e Goldwasser, seus filhos estejam lá, de volta, vivos, assim como o jornalista da BBC, Alan Johnston, libertado no último dia 04 de julho.
Publicado na Gazeta do Povo

E...O PAPA NÃO TEM JEITO!


Decreto do papa Bento XVI:a polêmica continua
O Pe. Jesus Hortal, S.J., reitor da PUC e membro da Fraternidade Cristão-Judaica do Rio de Janeiro, enviou uma mensagem ao Jornal ALEF, que posteriormente foi encaminhada por ele a grupos de discussão na Internet, comentando o recente decreto do papa Bento XVI, publicado na última edição: "não há nenhum fundamento para falar de ´retrocesso´ no diálogo. Além disso, não é uma reforma litúrgica, mas apenas uma permissão para grupos que gostam de rezar em latim". E acrescenta: "as críticas de ´teólogos´ católicos são ainda mais infundadas".
O Jornal ALEF também recebeu outra opinião sobre este assunto, manifestada por Maria Consuelo Cunha Campos, também integrante da Fraternidade Cristão-Judaica do Rio de Janeiro: "Após nossa reunião do referido diálogo ocorrida hoje (dia 11 de julho) na PUC-RJ, pude ler a edição do ALEF que esteve na nossa pauta. Vejo um ponto muito positivo: se o ALEF colocou como primeira notícia da edição esta, entre outra possíveis, é porque se interessa pelo diálogo, por seu progresso e não deseja seu retrocesso. Este fato só pode nos estimular".
Para Mauro Wainstock, diretor do Jornal ALEF, a celeuma é salutar e contribui para estreitar o louvável diálogo entre católicos e judeus. Para ele, a imprensa tem o papel não apenas de informar, mas também de alertar e conscientizar. A seu ver, o foco principal vai além da possibilidade de a missa ser rezada ou não em latim, mas tem a sua principal relevância no trecho “oremos pelos judeus, que Deus os faça conhecer nosso Jesus Cristo”, que denota explicitamente o sentido de pregação. "É isto o que deve ser explicado. E com todas as letras. O Jornal ALEF não pode e não vai silenciar quando se deparar com questões como esta", enfatiza Mauro Wainstock.
Nesta edição, o ALEF reproduz, na íntegra, a mensagem enviada ao jornal pelo Pe. Jesus Hortal, S.J, bem como está inserindo um link direto para a carta do Vaticano que explica o decreto papal. "Igualmente importante seria que o Vaticano fosse o primeiro a tomar atitudes sobre declarações anti-semitas que partem da própria Igreja, como a do sacerdote polonês Tadeusz Rydzyk, publicada na última edição do ALEF, e não esperar que a iniciativa de se pronunciar sobre este assunto fosse do Centro Simon Weisenthal, como ocorreu neste caso", enfatiza Mauro Wainstock.

quarta-feira, 11 de julho de 2007

MEUS NETINHOS QUERIDOS




EU FALEI NETINHOS. AINDA TENHO MAIS UMA NETINHA, QUE MAIS PARECE A BARRRRBI. LOGO, LOGO, ELA ESTARÁ NESSA GALERIA.


ESSE TIME AÍ É DE DOER. UM É FLUMINENSE, O OUTRO É MENGÃO COMO O VÔ CORUJA.

PAPA BENTO 1.6

.Decreto do papa Bento XVIrevolta judeus e católicos
Trecho diz: “oremos pelos judeus, queDeus os faça conhecer nosso Jesus Cristo”
Um decreto do papa Bento XVI permitindo que os padres celebrem mais frequentemente a missa em latim foi criticada tanto por católicos quanto por judeus, sendo considerado por alguns como um golpe às reformas dos anos 1960 que promoveram a missa em línguas locais e compreensíveis para não-católicos. "Este é o momento mais triste em minha vida como homem, padre e bispo", lamentou Luca Brandolini, membro da comissão de liturgia da conferência de bispos italianos. O decreto também revive uma passagem do antigo livro de orações em latim para a Sexta-Feira Santa que pede para que os judeus sejam convertidos: "Oremos pelos judeus, para que Deus retire o véu que cobre seus corações e lhes faça conhecer nosso senhor Jesus Cristo".Líderes judeus fizeram fortes críticas ao decreto, como o teólogo Brunetto Salvaranni, especialista no diálogo cristão-judaico, que foi enfático: “Em nome da sua nacionalidade e da militância que teve no passado na juventude nazista, torço para que o papa Bento XVI tenha sensibilidade suficiente para excluir estes versos”. Outros, entretanto, assumiram um tom mais comedido. “Acho que alguns interpretaram o decreto de uma maneira extremamente alarmista. É preciso que se façam esclarecimentos, mas não há dúvidas do compromisso do papa Bento em manter respeitosas relações com o povo judeu", opinou o rabino David Rosen, do Comitê Judaico Norte-Americano.
Centro Simon Weisenthal pede demissão de sacerdote polonês
O Centro Simon Weisenthal pediu ao Papa Bento XVI para que demita o sacerdote polonês Tadeusz Rydzyk por seu “manifesto anti-semita", que vem provocando polêmica no governo. O religioso, diretor da emissora ultracatólica Maryja, acusou o chefe de Estado, Lech Kaczynski, de ser favorável às reivindicações dos judeus em relação à Polônia: "A questão é que a Polônia deve dar aos judeus US$ 65 milhões. Eles virão até nós e pedirão: ''me dê esta casa, pague estas calças, me dê estes sapatos”, afirmou Rydzyk.

NOTÍCIA DE ISRAEL

Parlamentares brasileirosparticipam de seminário em Israel
Os deputados Carlos Eduardo Vieira da Cunha, presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara Federal, e Gustavo Fruet estão em Israel onde participam, até amanhã (dia 12 de julho), do “III Seminário para Parlamentares Latino-Americanos.” O principal objetivo do evento é reforçar a relação entre congressistas de Israel e da América Latina, além de propiciar aos participantes contato direto com a realidade israelense. Durante o seminário, promovido pelo Ministério das Relações Exteriores e o Parlamento de Israel (Knesset), os participantes terão a oportunidade de se encontrar com a ministra das Relações Exteriores de Israel, Tzipi Livni; o diretor-geral do Ministério das Relações Exteriores, Aharon Abramovich, e a vice-presidente do Knesset, Colette Avital. Além do encontro com autoridades, também se reunirão com parlamentares acadêmicos israelenses, presidentes de comissões parlamentares, integrantes do governo. As primeiras edições do encontro, em 2003 e 2005, tiveram a participação de 50 presidentes, titulares de comissões parlamentares, senadores e representantes de 15 países da América Latina.

terça-feira, 10 de julho de 2007

GAROTINHO NÃO PODE SER CONDENADO

Garotinho anuncia que vai recorrer contra inelegibilidade Ex-governador irá pedir o impedimento do relator do caso
Rio - O ex-governador Anthony Garotinho anunciou em coletiva concedida nesta terça-feira que entrará com ação no TRE pedindo o impedimento do relator do caso no processo que o coloca inelegível, junto com a governadora Rosinha.
Ele alega que o escritório do advogado Márcio Andre Mendes Costa, indicado pela OAB, tem como cliente a prefeitura de Niterói, com um contrato de R$ 3 milhões e que, por isso, deveria se declarar impedido para relatar o caso já que ele, Garotinho, fala contra o PT, partido que governa Niterói.
O presidente Regional do PMDB disse ainda que está entrando no TSE questionan no o julgamento, pois, segundo ele, não provas para o pedido de sua inegibilidade. Geraldo Pudim disse que espera a decisão final do TRE, para tomar uma atitude. Disse estar tranqüilo.
Garotinho e a ex-governadora Rosinha foram declarados inelegíveis ontem pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O motivo seria o uso de obras no município de Sapucaia, na Região Serrana, em troca de votos para eleger o deputado federal Geraldo Pudim.
Garotinho diz estar sofrendo perseguição
O ex-governador Anthony Garotinho também usou seu blog na internet para reclamar de perseguição pela imprensa, pelo Ministério Público e pela Justiça do Rio.
"É inacreditável o que acontece na justiça deste país", escreveu. "Acreditem os senhores que mesmo com oito testemunhas favoráveis a nós, e apenas uma contra, e com diversos documentos desmentindo as acusações, e do outro lado nenhuma prova documental, o Tribunal tomou essa decisão. É claro que vamos recorrer", acrescentou.
A decisão do TRE também declarou inelegível o presidente da Fundação Departamento de Estradas e Rodagem (DER), Henrique Alberto Ribeiro. O tribunal pediu ainda a cassação do mandato do deputado Geraldo Pudim. A decisão final, porém, só será oficializada na quinta-feira, porque a votação foi suspensa quando cinco dos sete integrantes do Tribunal já haviam votado pela condenação de todos os envolvidos.
O caso envolve asfaltamentos de ruas em Sapucaia. As obras, segundo denúncia do Ministério Público Eleitotral (MPE), foram realizadas pelo DER, por ordem de Rosinha e Garotinho, para beneficiar Pudim durante a campanha eleitoral de 2006. Os serviços foram iniciados em agosto e encerrados após a eleição de outubro. Advogados do casal Garotinho e de Pudim saíram da sessão sem comentar a decisão.
Garotinho, Rosinha e Henrique ainda foram multados em R$ 169.900 (100 mil Ufir) cada um. Os dois primeiros foram acusados de abuso de poder político. A votação foi suspensa porque o desembargador Rudi Loewenkron pediu vistas do processo. Ele ficou em dúvida sobre a cassação de Pudim, mas já havia se declarado favorável à inelegibilidade de Rosinha e Garotinho e à aplicação da multa aos dois e ao presidente do DER.
Em seu blog, Garotinho apresenta sua defesa em cinco tópicos. O presidente do PMDB do Rio alega que as obras foram pedidas pela Prefeitura de Sapucaia antes do período eleitoral e que apenas um vereador sustentou que houve compra de votos.
"Não posso me calar diante de tamanha injustiça e perseguição proferida pelo Tribunal Regional Eleitoral contra mim e contra a Ex-governadora Rosinha. Diferente da maioria dos políticos brasileiros que têm sido acusados de enriquecimento ilícito ou outro tipo de corrupção, estamos sendo acusados de que as obras que foram feitas para o povo, tiveram caráter eleitoral. Lutaremos até o fim para que prevaleça a justiça sobre a perseguição", finaliza.
Para deputado, cassação tem efeito imediato
Geraldo Pudim vai perder o cargo de deputado federal imediatamente após o TRE oficializar a sentença de ontem. O suplente Rodrigo Bethlem (PMDB) deve ser convocado pela Câmara para assumir a vaga, tão logo o Tribunal comunique a decisão.
Segundo o juiz Márcio Mendes Costa, relator do processo, apesar de todos poderem recorrer da sentença ao próprio TRE e ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Pudim tem de deixar a Câmara. “A cassação tem efeito imediato. Ele pode se considerar fora do cargo”, explicou.
Já Rosinha e Garotinho podem suspender temporariamente a inelegibilidade e a multa através de liminares judiciais. Se a decisão for mantida, os dois ficam impedidos de disputar a eleição de 2008.
Rosinha é apontada como provável candidata do PMDB à Prefeitura de Campos, e Garotinho, à do Rio.
Vaticano define Igreja Católica como 'única' de Cristo Segundo documento, a Igreja Católica 'não renuncia a sua convicção de ser a única e verdadeira', mas vê salvação em outras religiões
Roma- O Vaticano divulgou nesta terça-feira um documento que promete gerar muita polêmica na sociedade, principalmente entre protestantes e evangélicos. Segundo o texto, a Igreja Católica é a única a reunir todos os requisitos da comunidade fundada originalmente por Cristo e seus apóstolos.
De acordo com o documento, as outras "religiões" "não têm a sucessão apostólica no sacramento da Ordem e, por isso, estão privadas de um elemento essencial constitutivo da Igreja".
O documento de 16 páginas escrito pela Congregação para a Doutrina da Fé, órgão doutrinário que já foi dirigido pelo papa Bento 16, descreve as Igrejas Ortodoxas como igrejas verdadeiras, mas que estariam sofrendo de uma "ferida"" por não reconheceram o primado do papa.
Segundo o texto, a Igreja Católica "não renuncia a sua convicção de ser a única e verdadeira" Igreja de Cristo, mas reconhece que nas ortodoxas e nas "comunidades cristãs" surgidas após a Reforma Protestante há elementos de salvação, mesmo sem considerá-las Igrejas.
O texto, assinado pelo prefeito regional da congregação, o cardeal William Levada, foi "aprovado e confirmado" pelo Papa. Este é o segundo documento em quatro dias no qual Bento 16 reafirma a tradição católica. No sábado, ele havia assinado um decreto readmitindo a missa em latim ao lado da liturgia moderna em idiomas locais.
A publicação do texto "Repostas a questões relativas a alguns aspectos da doutrina sobre a Igreja", procura esclarecer o que a igreja considera como "interpretações desviantes e em descontinuidade com a doutrina católica tradicional sobre a natureza da igreja", que ocorreram depois da publicação do documento Iumem Gentium ("A luz das nações"), do Concílio Vaticano 2º (1962-1965), dizendo que a única Igreja de Cristo "subsiste" na Igreja Católica. A nova publicação assinada pela Congregação para a Doutrina da Fé, responsável por promover e tutelar a doutrina da fé e a moral no mundo

segunda-feira, 9 de julho de 2007


Nova denúncia abala apoio a Renan no Senado
O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), terá de enfrentar novas pressões políticas dentro da Casa. Dessa vez, por conta da descoberta da operação que possibilitou à sua família vender uma fábrica de tubaína em Murici (AL) por R$ 27 milhões para a Schincariol, embora a empresa estivesse com problemas financeiros e não valesse mais do que R$ 10 milhões. Na avaliação dos parlamentares, a nova denúncia deve comprometer a já fragilizada base de apoio de Renan na Casa.
Reportagem da revista Veja sobre a negociação afirma que Renan teria atuado em favor da Schincariol no INSS, para impedir que a dívida de R$ 100 milhões da cervejaria fosse executada, e na Receita Federal, contra a multa por sonegação de impostos. O PSOL entra hoje com pedido para que a denúncia seja incorporada ao processo instalado contra Renan no Conselho de Ética por suposta quebra de decoro parlamentar - o senador teria tido despesas pessoais pagas pelo lobista de uma empreiteira, o que ele nega.
Membro do colegiado, o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) afirma que, diante das dúvidas deixadas pela transação, seria adequado questionar o próprio Renan para checar se ele procurou mesmo a Receita e o INSS. "Uma simples perícia mostraria se houve ou não algum fato estranho", ressalva.
Também o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) defende que, antes de qualquer iniciativa, seja dada ao presidente do Senado a chance de apresentar sua versão. Para ele, isso poderá ser feito quando Renan for ao Conselho de Ética falar da documentação sobre a venda de gado. "Ele já me assegurou que quer ir ao conselho prestar esclarecimentos", afirma. "É a oportunidade de também falar desse outro assunto."
O Grupo Schincariol, por meio de nota, "repudia as ilações que relacionam suas decisões de negócio a questões políticas". A cervejaria diz que tem como estratégia ampliar "sua capacidade produtiva no Norte/Nordeste", onde já fez investimentos de R$ 400 milhões nos últimos dois anos, entre aquisições, ampliação e construção de novas fábricas. as informações são do jornal O Estado de S. Paulo

terça-feira, 3 de julho de 2007

“Pergaminhos do Mar Morto:Um legado para a Humanidade”Produção: Calina Projetos Culturais e Sociais

Sinopse - Os Pergaminhos do Mar Morto são a mais antiga versão já descoberta da Bíblia do Velho Testamento e foram uma das maiores descobertas arqueológicas do Século XX. Eles foram escritos há dois mil anos, aproximadamente entre o ano 200 antes da Era Comum (AC) até a destruição do Segundo Templo, no ano 70 da Era Comum (DC). Além de serem contemporâneos a Jesus, essa foi uma época de acontecimentos cruciais para o Judaísmo e o Cristianismo. Entre as escrituras, destacam-se os textos bíblicos, que mostram que os textos lidos atualmente são os mesmos de mais de dois milênios, e vários textos sobre a vida comunitária dos Essênios, uma seita que se isolou nas proximidades do Mar Morto e cujas práticas foram absorvidas pelo nascente Cristianismo.O acervo foi encontrado casualmente por beduínos, nas cavernas de Qumram, próximos ao Mar Morto, em Israel, em 1947. Eles foram preservados devido ao clima peculiar do Mar Morto, que está localizado a cerca de 25 quilômetros de Jerusalém. Na região, as temperaturas médias são altas, entre 30 e 40º C; a umidade relativa do ar é baixíssima; é extremamente salgada; e o alto grau de evaporação produz uma espécie de vapor.Entre agosto de 2004 e fevereiro de 2005, a Calina Projetos Culturais e Sociais, em conjunto com o Instituto de Antiguidades de Israel, apresentou a exposição "Pergaminhos do Mar Morto: Um Legado Para a Humanidade", em São Paulo e Rio de Janeiro. A exposição trouxe pela primeira vez à América Latina fragmentos originais dos Pergaminhos do Mar Morto e diversos artefatos arqueológicos do mesmo período, como vasos, potes e utensílios em pedra e cerâmica, moedas, objetos em couro, tecidos, entre outros.Durante a exposição, foram esgotadas as duas primeiras edições do Livro, no total de dez mil exemplares. Para quem visitou ou não, mas se interessa por arqueologia, história e cultura, essa terceira edição é uma oportunidade para adquirir uma obra que contém a história de objetos tão importantes para a humanidade e belíssimas fotos dos objetos e da região do Mar Morto. O livro é apresentado em papel couché de alta qualidade, capa dura e possui cerca de 80 páginas. A terceira edição do livro contou com o patrocínio do Grupo Haganá Segurança e apoio da Secretaria Municipal de Cultura - SP, através da Lei Mendonça (incentivo à Cultura).
Capítulos: I. Introdução: A Região do Mar Morto - II. A Descoberta - III. As Pesquisas Arqueológicas de Qumran - IV. Linha do Tempo - V. Os EssêniosVI. Os Pergaminhos de Qumran - VII. Conservação dos Pergaminhos do Mar Morto - VIII. Publicação dos Pergaminhos
Para comprar este livro é muito simples:
1) Clique aqui para enviar um e-mail. Informe: "Livro Pergaminhos", o seu nome completo, telefone e endereço completo (rua, bairro, CEP).
2) Aguarde um contato nosso, onde iremos confirmar os dados, e combinar a melhor forma para entrega e pagamento.
Tudo poderá ser feito sem que você tenha que sair de sua casa ou de seu trabalho, com total conforto.
O livro "Pergaminhos do Mar Morto:Um legado para a Humanidade" é um excelente presente !
Telefone: (21) 2509-0434 -

Vale a pena comprar esse livro. Vai ser uma bela ajuda para o entendimento de muitas passagens bíblicas que estão a pedir uma resposta.

A MORTE DE FARFOUR

A TV Al-Aqsa, do Hamas, anunciou a morte de Farfour, rato semelhante ao Mickey que ganhou fama mundial por pregar a hegemonia do Islã e a luta armada em um programa para crianças chamado “Pioneiros do Amanhã”. No quadro final, o personagem é espancado até a morte por um ator vestido de oficial israelense que deseja adquirir as terras de Farfour, que foi martirizado defendendo as suas posses. Em um determinado momento, o rato chama o oficial de terrorista. A jovem apresentadora Sara acrescenta: “ele foi morto pelos que assassinam crianças”. Quando criou o personagem Farfour, a TV Al-Aksa foi duramente criticada pela mídia israelense, pela neta de Walt Disney (criador do Mickey) e até pela emissora Palestinian Broadcasting Services (PBS), por pregar a violência em um programa para crianças.

Como sempre, a violência na televisão e no cinema continua produzindo notícia.