terça-feira, 10 de julho de 2007

Vaticano define Igreja Católica como 'única' de Cristo Segundo documento, a Igreja Católica 'não renuncia a sua convicção de ser a única e verdadeira', mas vê salvação em outras religiões
Roma- O Vaticano divulgou nesta terça-feira um documento que promete gerar muita polêmica na sociedade, principalmente entre protestantes e evangélicos. Segundo o texto, a Igreja Católica é a única a reunir todos os requisitos da comunidade fundada originalmente por Cristo e seus apóstolos.
De acordo com o documento, as outras "religiões" "não têm a sucessão apostólica no sacramento da Ordem e, por isso, estão privadas de um elemento essencial constitutivo da Igreja".
O documento de 16 páginas escrito pela Congregação para a Doutrina da Fé, órgão doutrinário que já foi dirigido pelo papa Bento 16, descreve as Igrejas Ortodoxas como igrejas verdadeiras, mas que estariam sofrendo de uma "ferida"" por não reconheceram o primado do papa.
Segundo o texto, a Igreja Católica "não renuncia a sua convicção de ser a única e verdadeira" Igreja de Cristo, mas reconhece que nas ortodoxas e nas "comunidades cristãs" surgidas após a Reforma Protestante há elementos de salvação, mesmo sem considerá-las Igrejas.
O texto, assinado pelo prefeito regional da congregação, o cardeal William Levada, foi "aprovado e confirmado" pelo Papa. Este é o segundo documento em quatro dias no qual Bento 16 reafirma a tradição católica. No sábado, ele havia assinado um decreto readmitindo a missa em latim ao lado da liturgia moderna em idiomas locais.
A publicação do texto "Repostas a questões relativas a alguns aspectos da doutrina sobre a Igreja", procura esclarecer o que a igreja considera como "interpretações desviantes e em descontinuidade com a doutrina católica tradicional sobre a natureza da igreja", que ocorreram depois da publicação do documento Iumem Gentium ("A luz das nações"), do Concílio Vaticano 2º (1962-1965), dizendo que a única Igreja de Cristo "subsiste" na Igreja Católica. A nova publicação assinada pela Congregação para a Doutrina da Fé, responsável por promover e tutelar a doutrina da fé e a moral no mundo

Nenhum comentário: